Loading...
Treinamento de segurança e prevenção de riscos nos trabalhos em altura – NR35 2016-10-13T19:31:49+00:00

Carga horária: 8 horas
Público alvo: trabalhadores que desenvolvem suas atividades acima ou abaixo de 2 metros no nível do solo, técnicos e engenheiros de Segurança do Trabalho.
Validade: A reciclagem deste treinamento deverá ser realizada a cada 2 anos ou em uma das seguintes situações.

  • mudança nos procedimentos, condições ou operações de trabalho;
  • evento que indique a necessidade de novo treinamento;
  • retorno de afastamento ao trabalho por período superior a noventa dias;
  • mudança de empresa.

OBJETIVO

Capacitar funcionários da empresa a desempenhar as suas funções laborais em alturas superiores a 2m, de acordo com o previsto na nova NR35, visando a garantir a execução de suas atividades com segurança.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

Trabalho em altura

  • Introdução
  • Conceito

Normas e regulamentos aplicáveis ao trabalho em altura

  • NR 06 – equipamento de proteção individual
  • NR 18 – condições e meio ambiente de trabalho na indústria da construção;
  • NR 35 – trabalho em altura.
  • NBR 15475 – acesso por corda e certificação de pessoas
  • NBR 15595 – acesso por corda – procedimento para aplicação do método

Riscos nos trabalhos em altura
Medidas de prevenção e controle dos riscos em altura
Planejanento e organização do trabalho

  • Análise de risco
  • Permissão para trabalho
  • Condições impeditivas para o trabalho em altura

Sistemas, equipamentos e procedimentos de proteção coletiva
Sistemas de proteção individual contra quedas de altura

  • Seleção
  • Inspeção
  • Conservação
  • Limitação de uso.

Materiais e equipamentos para trabalho em altura
Sinalização de segurança
Pontos de ancoragem
Linha de vida
Sistemas de nós
Montagem e trabalho em andaimes
Uso de escadas
Acidentes típicos em trabalhos em altura
Responsabilidades
Situações de emergência

  • Noções de técnicas de operações de resgate
  • Noções de primeiros socorros

Exercícios práticos: inspeção de equipamentos, colocação e uso corretos do cinto de segurança, aprendizagem prática dos sistemas de nós, conhecimento e utilização prática dos equipamentos, pontos de ancoragem, ascensão e descensão, linha de vida, deslocamento em estrutura com uso de talabarte e trava quedas.

REQUISITOS DA NR35 SOBRE ESTE CURSO

Capacitação e Treinamento

  • O empregador deve promover programa para capacitação dos trabalhadores à realização de trabalho em altura.
  • Considera-se trabalhador capacitado para trabalho em altura aquele que foi submetido e aprovado em treinamento, teórico e prático, com carga horária mínima de oito horas, cujo conteúdo programático deve, no mínimo, incluir:
    1. normas e regulamentos aplicáveis ao trabalho em altura;
    2. análise de Risco e condições impeditivas;
    3. riscos potenciais inerentes ao trabalho em altura e medidas de prevenção e controle;
    4. sistemas, equipamentos e procedimentos de proteção coletiva;
    5. equipamentos de Proteção Individual para trabalho em altura: seleção, inspeção, conservação e limitação de uso;
    6. acidentes típicos em trabalhos em altura;
    7. condutas em situações de emergência, incluindo noções de técnicas de resgate e de primeiros socorros.
  • O empregador deve realizar treinamento periódico bienal e sempre que ocorrer quaisquer das seguintes situações:
    1. mudança nos procedimentos, condições ou operações de trabalho;
    2. evento que indique a necessidade de novo treinamento;
    3. retorno de afastamento ao trabalho por período superior a noventa dias;
    4. mudança de empresa.
  • O treinamento periódico bienal deve ter carga horária mínima de oito horas, conforme conteúdo programático definido pelo empregador.
  • O treinamento periódico bienal deve ter carga horária mínima de oito horas, conforme conteúdo programático definido pelo empregador.
  • Nos casos previstos nas alíneas “a”, “b”, “c” e “d”, a carga horária e o conteúdo programático devem atender a situação que o motivou.
  • Os treinamentos inicial, periódico e eventual para trabalho em altura podem ser ministrados em conjunto com outros treinamentos da empresa.
  • A capacitação deve ser realizada preferencialmente durante o horário normal de trabalho.
  • O tempo despendido na capacitação deve ser computado como tempo de trabalho efetivo.
  • O treinamento deve ser ministrado por instrutores com comprovada proficiência no assunto, sob a responsabilidade de profissional qualificado em segurança no trabalho.
  • Ao término do treinamento deve ser emitido certificado contendo o nome do trabalhador, conteúdo programático, carga horária, data, local de realização do treinamento, nome e qualificação dos instrutores e assinatura do responsável.
  • O certificado deve ser entregue ao trabalhador e uma cópia arquivada na empresa.
  • A capacitação deve ser consignada no registro do empregado.