Loading...
Reciclagem em segurança em instalações e serviços em eletricidade – NR10 2016-10-13T19:31:49+00:00

Carga horária: 8 horas

Público alvo: Eletricistas, Engenheiros, Coordenadores por Manutenção, Instaladores e Reparadores de equipamentos eletroeletrônicos, Técnicos de Segurança e todos aqueles que desenvolvem atividades próximo ou em contato direto com eletricidade.

Validade: Deve ser realizado um treinamento de reciclagem bienal e sempre que ocorrer alguma das situações a seguir:

  • troca de função ou mudança de empresa;
  • retorno de afastamento ao trabalho ou inatividade, por período superior a três meses;
  • modificações significativas nas instalações elétricas ou troca de métodos, processos e organização do trabalho.

OBJETIVO

Atualizar os conhecimentos do trabalhador em Segurança de Instalações e Serviços em Eletricidade NR 10 e atender à exigência legal do Ministério do Trabalho.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

  • Introdução à Segurança em Eletricidade: Segurança do Trabalho – Conceitos Básicos; Análise de Riscos; Regulamentações do MTE e referenciais complementares: Texto da NR10, portaria 598/2004; interfaces
  • Riscos em instalações e serviços com Eletricidade: Choque Elétrico – mecanismos efeitos, tipos de choque; FCC – Fator de Corrente no Coração; NBR6533 – Estabelecimento dos Efeitos da Corrente elétrica no Corpo Humano; Arcos Elétricos; CEM – Campos eletromagnéticos; Riscos em baixa, média e alta tensão.
  • Técnicas de Análise de Riscos: Processos e Sistemas para estudo; Técnicas de Análise de Risco Indutivas e Dedutivas; APNRE – Análise Preliminar de Riscos Elétricos, Estudo de caso.
  • Riscos Adicionais: Trabalhos em altura; Ambientes confinados; Áreas classificadas; Umidades, Condições atmosféricas e locais especiais.
  • Acidentes de origem Elétrica: Causas diretas; Discussão e análise de casos reais.
  • Prevenção e combate á incêndio
  • Noções de primeiros socorros

REQUISITOS DA NR10 SOBRE ESTE CURSO

  • Habilitação, qualificação, capacitação e autorização dos trabalhadores:
  • É considerado trabalhador qualificado aquele que comprovar conclusão de curso específico na área elétrica reconhecido pelo Sistema Oficial de Ensino.
  • É considerado profissional legalmente habilitado o trabalhador previamente qualificado e com registro no competente conselho de classe.
  • É considerado trabalhador capacitado aquele que atenda às seguintes condições, simultaneamente: a) receba capacitação sob orientação e responsabilidade de profissional habilitado e autorizado; e b) trabalhe sob a responsabilidade de profissional habilitado e autorizado.
  • A capacitação só terá validade para a empresa que o capacitou e nas condições estabelecidas pelo profissional habilitado e autorizado responsável pela capacitação.
  • São considerados autorizados os trabalhadores qualificados ou capacitados e os profissionais habilitados, com anuência formal da empresa.
  • A empresa deve estabelecer sistema de identificação que permita a qualquer tempo conhecer a abrangência da autorização de cada trabalhador.
  • Os trabalhadores autorizados a trabalhar em instalações elétricas devem ter essa condição consignada no sistema de registro de empregado da empresa.
  • Os trabalhadores autorizados a intervir em instalações elétricas devem ser submetidos a exame de saúde compatível com as atividades a serem desenvolvidas, realizado em conformidade com a NR 7 e registrado em seu prontuário médico.
  • Os trabalhadores autorizados a intervir em instalações elétricas devem possuir treinamento específico sobre os riscos decorrentes do emprego da energia elétrica e as principais medidas de prevenção de acidentes em instalações elétricas, de acordo com o estabelecido no Anexo II desta NR.
  • A empresa concederá autorização na forma desta NR aos trabalhadores capacitados ou qualificados e aos 6 profissionais habilitados que tenham participado com avaliação e aproveitamento satisfatórios dos cursos constantes do ANEXO II desta NR.
  • Deve ser realizado um treinamento de reciclagem bienal e sempre que ocorrer alguma das situações a seguir:
    1. troca de função ou mudança de empresa;
    2. retorno de afastamento ao trabalho ou inatividade, por período superior a três meses;
    3. modificações significativas nas instalações elétricas ou troca de métodos, processos e organização do trabalho.
  • A carga horária e o conteúdo programático dos treinamentos de reciclagem destinados ao atendimento das alíneas 1, 2 e 3 do item anterior devem atender as necessidades da situação que o motivou.
  • Os trabalhos em áreas classificadas devem ser precedidos de treinamento especifico de acordo com risco envolvido.
  • Os trabalhadores com atividades não relacionadas às instalações elétricas desenvolvidas em zona livre e na vizinhança da zona controlada, conforme define esta NR, devem ser instruídos formalmente com conhecimentos que permitam identificar e avaliar seus possíveis riscos e adotar as precauções cabíveis.