AGOSTO AZUL: Um mês dedicado á Saúde do Homem

Grande parte dos homens – por medo, desconhecimento ou preconceito – não cuida da saúde como deveria.

A cada três adultos que morrem no Brasil, dois são homens, aproximadamente. Além disso, números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que, embora a expectativa de vida dos homens tenha aumentado de 63,20 para 68,92 anos, ela ainda se mantém 7,6 anos abaixo da média das mulheres.

A maior porcentagem de óbitos deve-se:
1) Causas Externas (violência, assassinatos, etc.);
2) Doenças do Aparelho Circulatório (infartos, hipertensão e derrames);
3) Tumores (em especial os de intestino e próstata);
4) Doenças do Aparelho Digestivo (também ligado ao alcoolismo);
5) Doenças do Aparelho Respiratório (também ligado ao tabagismo).

O hábito de se realizar “check-ups” preventivos não é comum dos homens, o que facilita a evolução de doenças que poderiam ser evitadas:

- Doenças do Coração – mais comuns e importantes, pois, em 50 dos casos, não dão sinais e já surgem com infarto do miocárdio, por exemplo.

- AVC (Acidentes Vasculares Cerebrais) – as doenças cérebro-vasculares, muitas vezes, fatais.

Esses dois grupos de doenças dependem muito de prevenção da aterosclerose (gordura das artérias), da pressão alta, obesidade e diabetes.

– As doenças crônicas do pulmão, principalmente as ligadas ao tabagismo, também são importantes, pois acometem os homens em idade produtiva.

- A obesidade e a diabetes já são muito prevalentes e têm piorado o prognóstico dos indivíduos com doenças do coração.

- Câncer de próstata – segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), já é a 2° causa de morte pela doença na população masculina, superado só pelo de intestino grosso.

O câncer de próstata, assim como outras doenças, não dá sintomas em seus estágios iniciais, quando podem ser curados e controlados. Por isso, homem, não adie sua saúde!

As doenças que apresentam um caráter genético devem ser diagnosticadas e tratadas rapidamente, e as outras podem ser prevenidas e evitadas. Preconceitos podem ser fatais.

Toda a população masculina deve fazer check-up anual a partir dos 45 anos. Já indivíduos que apresentem sintomas devem ir logo a um urologista. Quem tem casos de câncer de próstata na família, finalmente, deve consultar um médico e fazer check-up anual a partir dos 40 anos. Quanto mais cedo for diagnosticado e tratado, maiores as chances de cura e menores os riscos de seqüelas ou do próprio óbito. Se previna, se cuide!

Neste mês de agosto, a Zelo estará distribuindo folhetos sobre a saúde do homem para os participantes de cursos.

2016-10-13T19:31:54+00:00 2 de agosto de 2016|